Música + Informação

And leave what is full

Renata Py | 11/11/2016 | Comentários desativados em And leave what is full | Matérias

Esse semana que passou tive a sensação que o lado bom da força está abaladíssimo. Após receber a notícia da vitória de Trump, veio a bomba de perdermos Leonard Cohen. Apesar da indignação de ver um cara que falou tanta besteira ganhar a presidência dos EUA, a perda de Cohen foi um baque um tanto mais forte, porque a morte é algo que nos dá a sensação de ser definitivo. Todos vão morrer, sabemos disso, mas nesse momento, viver num mundo sem Cohen o torna muito pior.

 

Ahhh Cohen, como vamos te honrar nesse mundo tão confuso? Suas músicas, sua alma artista, seus versos precisam nos guiar. Mas o menino que escrevia poemas aos 17 anos de idade, inspirado em Garcia Lorca, precisou ir descansar. Hallelujah, o garoto disse, após deixar um mundo virado de cabeça para baixo, não sentiu mais ardor para suas poesias.

 

Certa vez Cohen revelou que suas ideias vinham quando ele procurava algo frio, algo que não deixasse a garganta mental do leitor aquecer. Mas apenas hoje, depois de sua morte, notamos que éramos verdadeiramente aquecidos e confortados por sua arte. Que agora sim, estamos num inverno polar. Que um mundo sem Bowie, Lemmy e Cohen se torna cada vez mais frio.

 

“I followed the course
From chaos to art
Desire the horse
Depression the cart”

                 Leonard Cohen

 

Vá em paz, mestre. Você nos deixou muito, vamos tentar sem você. Tentar honrar a arte que nos deixou. Menino poeta, você já fez muito. Dencanse em paz. “Then he will be born / To someone like you / What no one has done / He’ll continue to do”

 

Por:Renata Py@rocknpy

 

Comments

comments