Música + Informação

Blind Pigs – EP Linha De Frente (2015)

Punknet | 11/09/2015 | Comentários desativados em Blind Pigs – EP Linha De Frente (2015) | EP, Nacional, Resenhas

Blind Pigs_Jaco do Fabiano

Recebi a missão de fazer essa resenha do Linha de Frente, novo trabalho do Blind Pigs. Quando comecei a escrever fiquei com bastante receio, afinal eu estava falando de uma banda que tem de estrada quase o que eu tenho de idade, mas segui em frente com um pensamento em mente: “Como manter as mesmas características sem ser repetitivo depois de mais de 20 anos de banda?”

Com essa pergunta na cabeça, apertei o play e fui ouvir “Abutres”, música que abre o disco. Logo nos primeiros acordes já senti aquela veia punk tradicional pulsando muito forte, com solos de guitarra estralados e arranjo direto. Já característico, a música segue uma estrutura bem direta com refrões e melodias extremamente grudentas.

Na sequência, a música “Sempre Avançar”, que é a melhor na minha opinião, vem para reforçar o motivo do Blind Pigs estar há tanto tempo na estrada e porque tem uma legião de fãs que vem crescendo a cada dia. O refrão dessa música é fantástico e do jeito que tem que ser, simples e objetivo. É uma grande canção, com backing vocais na medida e a tradicional característica de letras com grandes valores morais.

“Don’t Tell Me Your Troubles” vem como a primeira música em inglês e não decepciona. Destaco os riffs potentes de guitarra que dão uma grande energia para música como um todo, que somado aos vocais de tom mais “rasgado” fazem a combinação perfeita de uma das maiores bandas punks do Brasil.

Seguindo o disco, a música “Carta ao Leitor” traz uma grande letra de protesto falando sobre noticiários e mentiras. A música segue o padrão de grandes refrões, mas agora com destaque para a linha de bateria, que tem mais variações e viradas do que as anteriores. A música também é bem direta, mas foi a que eu menos “me empolguei” de todo o trabalho.

Encaminhando para o fim, “Voz na Multidão” já vem com uma proposta de arranjo mais leve e letras fortes, falando bastante sobre indignação com a política e o novo modelo de vida do Brasil. Eu particularmente acho que o Blind Pigs é uma banda que sabe dar muito bem o tom em músicas de protesto, sempre fazendo analogias claras e não deixando nada nas entrelinhas. Achei que essa canção foi muito bem colocada, pois ela dá um certo respiro para apreciação do trabalho, visto que as canções anteriores tem uma pegada mais rápida e direta. Nesse momento é possível analisar que, apesar de curto, tem um potencial enorme e com certeza foi feito com muita calma e pés no chão.

Para finalizar, “Scene Suicide” vem como uma explosão! Outra música em inglês, mas dessa vez com muito mais pressão, lembrando as bandas punks gringas das épocas de ouro do punk rock. A música tem progressão rápida e vai crescendo e empolgando até que do nada, acaba. Você fica com aquela sensação de “como assim acabou?”, e nesse momento você lembra um pouco das características do punk rock e principalmente do Bling Pigs, que são não ter padrões e ser surpreendente.

Eu achei o Linha de Frente acima da média e acho que tem um potencial enorme, pois junta todos os atributos de um bom disco de punk rock com um ingrediente secreto: 20 anos de estrada de uma banda que sempre soube onde queria chegar.

Banda: Blind Pigs
EP: Linha de Frente
Ano: 2015
Selo: Hearts Bleed Blue

1 – Abutres

2 – Sempre Avançar

3 – Don’t Tell Me Your Troubles

4 – Carta Ao Leitor

5 – Voz na Multidão

6 – Scene Suicide

Por: Rômulo Oliveira – @romulo_oliver

Comments

comments