Conheça a banda Red Lights Gang

Punknet 18 de junho de 2013
Foto por: Renata Monteiro

Foto por: Renata Monteiro

Começar uma banda sempre foi e continuará sendo uma tarefa muito árdua. Afinal, encontrar pessoas interessadas em compartilhar e levar para frente um sonho é extremamente complexo e ainda mais quando surgimos com ideias que vem na contramão do que esta sendo realizado. E se torna ainda mais difícil fazer isso real e de alta qualidade. É esse o caso da banda desta semana, o Red Lights Gang.

Com influência rockabilly, country clássico e western swing, Seedão (contrabaixo acústico), Fábio McCoy (bateria), Igor Dalbone (violão), Luiz Felipe Toro (guitarra) e Américo (vocal) conseguiram encontrar um fórmula de excepcional qualidade. Sim, meninos e meninas é verdade. Desde meus tempos de Nirvana sempre fui extremamente contrário à ideia de algo raiz, mais clássico, mas no caso dessa banda me sinto obrigado e honrado a tentar disseminar um pouco da capacidade de grupo, que surgiu em 2008. Mesmo carregando em sua bagagem cinco anos de carreira, apresentações ao lado de bandas como The Meteors (Inglaterra), Gorilla (Hungria), Bob Wayne (Estados Unidos) e tantas outras por diversas casas do Brasil, os caras só estão lançando agora o seu primeiro álbum, via Bad Habits Records.

De cara, os instrumentais acústicos dão um tom  do clima do que está por vir. O baixo segura uma onda absurda e, sinceramente, o feeling e pegada de Seedão é uma ótima adição ao grupo. A guitarra e o violão encorpam e ditam um ritmo ainda mais dançante, que é completo pelo pela bateria. Em resumo, é um som extremamente limpo e trabalhado, onde cada parte está nítida.

É também uma ótima pedida para aqueles que tem uma certa dificuldade para distinguir o que é o que em uma banda. Porém, acredito eu, que o segredo o Red Lights Gang está no seu excepcional vocalista Américo, o cara tem uma potencia, qualidade e um timbre de voz ótima, sem esquecer da afinação. De certa forma, me lembra um pouco Mike Ness (Social Distortion). O trabalho dos caras é daqueles que transcende a barreira do gosto pessoal e  você acaba por simplesmente aumentar o volume e dançar muito.

Fique abaixo com dois clipes e uma prévia do seu primeiro álbum:

Texto por: Dav Campos - @davinreallife