Música + Informação

Conheça a banda Scream Loud

Punknet | 12/05/2013 | Comentários desativados em Conheça a banda Scream Loud | Colunas, Matérias
Scream Loud

Scream Loud

Em minha árdua, porém prazerosa busca em apresentar a vocês uma novidade do rock nacional, me deparo em muitos momentos com bandas totalmente perdidas no mundo, vocais desafinados, gagos, inglês tão fluente quanto de um participante de Big Brother. No entanto, volta e meia revirando meus emails consigo encontrar algo que seja digno dos meus fiéis leitores, isso se tiver algum, Ráaaaaaaaaaaa Ei ei ei ei! E nesse ar de novidade presenteio vocês com o som oriundo diretamente da terra do aço, Volta Redonda, o Scream Loud.

Volta Redonda e redondezas brindam sempre o rock carioca com ótimas bandas, vale a pena relembrar o The Invisible  e  Speaknine, e agora o Scream Loud, que surgiu em 2008, no ano passado lançaram um single, porém só no inicio deste mês  Thiago dos Santos (voz), Felipe (guitarra), Pedro Dias (guitarra), Caio Delgado (baixo) e Anderson Dread (bateria) conseguiram lançar o seu primeiro EP, intitulado Redefinindo A Si Mesmo. Aí você me pergunta “por que cinco anos para lançar um trabalho?” E eu te respondo “não sei”, às vezes eles trocaram de formação, mas prefiro acreditar que demoraram o tempo certo para alcançar uma maturidade musical para dar luz ao seu primeiro registro.

Este primeiro trabalho do Scream Loud é regado de muita influência de bandas como Dead Fish, Rise Against, Pennywise, Belvedere e tantas outras bandas de hardcore melódico com uma pitada de punk rock. Mas vamos delinear ainda mais isso. A bateria é rápida e, por muitos momentos, segura a onda quando as cordas se calam, deixando tudo em uma boa levada.  Tem umas batidas quebradas que acho fundamentais para fugir um pouco do “patu patu”. Pois bem, chegamos a baixola, bem equalizada, se encaixa muito bem ao todo, não destoa em nada, sabe completar o meio de campo sem comprometer em nada. As guitarras usam muito bem a oitavas, os abafados  e as bases que tem ao seu dispor. Consegue ditar muito bem o andar da carruagem,  acelerando, quebrando  bem o tempo, gostei e muito, afinal tanto a guitarra base quanto a solo se encaixam muito bem.

O vocal de Thiago é bom, acredito que nos trabalhos futuros estará ainda melhor, afinal se peca por algum deslize na afinação, compensa na entrega, mas acredito que tudo isso está no contexto. Os backing vocals são ótimos, tem elementos da velha escola e também algo do screamo, uma aposta legal. Fora o fato de ter algo declamado, uma vibe que tenho cada dia mais curtido e visto algumas bandas usarem e abusarem muito bem deste recurso. A letras (em português) e a melodia são bem positivas e animadas, tirando o pé do chão e te fazendo pensar. Afinal, o que é um som sem conteúdo? É funk.

Pois bem, deixo vocês ao som do EP Redefinindo A Si Mesmo, que pode ser ouvido abaixo:

Texto por: Dav Campos – @davinreallife

Comments

comments