Música + Informação

The Maine – São Paulo

Punknet | 18/07/2017 | Comentários desativados em The Maine – São Paulo | Matérias, Uncategorized

Sabadão, 15 de julho, foi dia de trampar no show do The Maine, na Tropical Butantã, São Paulo. Os caras do Arizona sempre marcam presença por aqui, mas esse foi o primeiro show que eu pude conferir.

 

Foto: Aline Alves

Foto: Aline Alves

A abertura ficou por conta do Michael Band, ele fazia parte da banda P9. Lembram da música “My Favorite Girl“? Então, agora ele segue carreira solo. Eu não consegui ver o show do cara. Mas ouvi de uma galera conhecida que foi bem honesto. Cheguei no final e ainda peguei uma moçada chegando na casa.

 

Bom, mas para o que me foi estabelecido, eu estava lá para ver e contar para vocês. E é sobre o The Maine que vamos falar. Dessa vez os caras vieram apresentar a turnê “Lovely, Little, Lonely”. Após uma pequena introdução e um “fumacê”,  John O’Callaghan (vocais), Kennedy Brock (guitarra e vocais), Jared Monaco (guitarra), Garrett Nickelsen (baixo) e Pat Kirch (bateria) entraram com a faixa “Black Butterflies” e o público reagiu como o esperado, bastante empolgação. O’Callaghan conversou com a galera, aliás nesse quesito ele manda bem porque tem uma interação bacana com a plateia, e o show seguiu com “Am I Pretty?”, com direito a dancinha do público. Seguiu bem, na vez de tocar “My Heroine”, ele fez questão de deixar claro que naquele instante o público tinha que viver o momento. Eles responderam a esse apelo com interação. Ali estavam todos na mão da banda, no bom sentido.

 

35152487003_01f895eee9_z

Foto: Aline Alves

 
O show seguiu com a boa sintonia dos músicos, coisa profissa, nenhum deslize. John sendo legal, animado e com faixas como “We All Roll Along”, “The Way We Talk” , “English Girls”, “We All Roll Along”, “How Do You Feel”, “Take What You Can Carry”, “Lost In Nostalgia”, “Right Girl”, “Raining In Paris” e “Girls Do What They Want”.  Eu confesso que nesse ínterim eu estava tentando azarar uma mina que eu sou apaixonado, mas O’Callaghan ganhava a cena e ela estava ali cantando e dançando bonitinha que só. Em “Girls Do What They Want” eu tive que voltar minha atenção para o palco, porque John subiu nas caixas de som e ficou pendurado. Teve também a participação de público no palco e tudo mais. Foi aí que o jogo virou pro meu lado. Foi em “Diet Soda Society” que ganhei um mais que merecido beijo e passei  as faixas “Do You Remember”, “Bad Behavior” e “Mars” agarrado na gatinha. Sabadão foi bacana.

 

Para quem não compareceu, corre véi, porque ainda tem Limeira, Porto Alegre, Curutiba, BH, Brasília e Rio. No Circo Voador, 23, devo colar por lá. Inté!

 

 

 

 

 

 

 

Confira mais fotos aqui.

 

Texto: Artur Oliveira

Fotos: Aline Silva

 

Comments

comments